O GOOGLE É O NOVO DEUS DO COMÉRCIO

O GOOGLE É O NOVO DEUS DO COMÉRCIO

A alguns dias nós da magazinmedica.com recebemos uma notificação remetida pelo GOOGLE Inc. sobre algumas melhorias que poderíamos realizar em nossa política de reembolso, nos casos em que por alguma razão ocorrem problemas com o pedido ou a desistência por parte do cliente.

Confesso que me senti um pouco desconfortável com a situação, pela puxada de orelha do Google, na mesma forma que um adulto se sentiria ao lhe chamarem a atenção por algo infantil que tenha feito, quase como o pai que fala para o filho de 18 anos que não é legal brigar com os amiguinhos.

Retornei ao trabalho, mas aquele sentimento voltou a dominar meus pensamentos, até me ocorrer: "O Google se tornara o novo Deus do comércio”, era isso!!! E me parece um bom Deus do comércio.

Passei a entender que o Google hoje, presta um trabalho grandioso a humanidade, pois faz com que empresas (on-line) que queiram obter resultados nesse meio se portem de forma correta com seus clientes, de forma justa, criou um padrão a ser alcançado. Está conseguindo moralizar o mercado eletrônico, levando muito mais do que simples conceitos comerciais aos seus gerentes, está instituindo um novo padrão de moralidade para as empresas e consequentemente para a humanidade. Quando uma empresa muda, seus gestores precisam passar necessariamente pelo mesmo processo, porque a empresa é o reflexo dos seus gestores.

O Google poderia atualmente, se quisesse, faturar muito mais do que já fatura, priorizando somente quem paga mais por um clique ou então negociando com as grandes empresas posições fixas de destaque nas buscas pagas ou orgânicas, mas, tenho percebido que instituiu um método de meritocracia, onde pequenos negócios também podem prosperar, recebendo um ambiente propenso ao desenvolvimento. Sem dúvidas que, grandes negócios, obtém resultados significativos neste mesmo meio, justamente pelo fato de já serem grandes negócios, e terem geralmente um alto padrão de organização e de processos.

A internet é hoje um grande campo de oportunidades, mas engana-se quem acredita que um bom layout, um grandioso banco de e-mail marketing ou apenas preços baixos trarão resultados imediatos e certeiros, da mesma forma que investimentos astronômicos em marketing digital ou em buscadores não é certeza de bons resultados e prosperidade. Vale mais o bom trabalho do que o investimento.

Ocorre que a internet é uma extensão do mundo real, onde você ou sua empresa projetam o que são, verdadeiramente, para a grande rede. Mas a internet não irá mudar você, você é o que é, e a não ser que você mude, ocorrerá uma mudança no mundo virtual. O “fake” não dura muito tempo.

O Google está me ensinando que em comércio eletrônico a mudança vem do individual para o coletivo, da sua empresa para o mundo, e não adianta tentar conquistar o mudo se existem falhas básicas em seus processos administrativos, financeiros, de processos, de atendimento ao consumidor, em seus produtos; enfim, no seu know-how.

Neste meio, apenas quem já conquistou uma boa base física, moral e organizacional se desenvolve de forma rápida e eficientemente.

 

 

Luciano Antonio Grunitzhy

CEO

magazinemedica.com 

Ainda não há comentários.

Pingbacks estão fechados.

Publique seu comentário